Hatha

Garantia

Termo de Garantia


A Global 7, Assegura ao consumidor a garantia de 2 (dois) anos contra eventuais defeitos de fabricação, sendo que a responsabilidade do fabricante restringe-se somente à substituição do componente ou produto. Esta garantia é aplicada a partir da data de aquisição, comprovada através da apresentação da factura de compra.
Asseguramos ainda a oferta de componentes de reposição enquanto não cessar a comercialização do produto. Caso cessada a comercialização, a Global 7 manterá a oferta de reposição de sua linha de produtos por um período razoável de tempo, na forma da lei.
A garantia contratual obedecerá aos prazos ora estabelecidos, sendo vedada a prorrogação, independentemente de o consumidor tê-la utilizado.

NÃO SÃO COBERTOS PELA GARANTIA:

- Lampadas
- Peças perdidas;
- Peças danificadas no manuseio, instalação ou uso;
- Manutenção incorrecta;
- Instalações incorrectas e/ou erros de especificação;
- Utilização de peças não originais;
- Adaptação e/ou acabamento não original de fábrica;
- Danos causados por falhas de energia, danos causados nos acabamentos por limpeza com líquidos corrosivos, solventes, limpeza com materiais abrasivos, batidas, manuseio inadequado, quedas, instalação em ambientes com atmosfera agressiva e falta de limpeza periódica.


INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

Limpeza dos Acabamentos:
Utilize apenas um pano não abrasivo, água e sabão neutro. Não use produtos abrasivos.

 

Rejeição de Garantias

Todos os produtos aqui expostos, são cobertos por uma Garantia de funcionamento durante o período de 2 anos após a compra. Caso o artigo apresente anomalias de funcionamento por defeito de fábrica dispomos de serviço de assistência deverá enviar o artigo junto com a cópia da factura. Não está coberto pela garantia produtos que tenham sido danificados interiormente ou exteriormente quer por acidente ou mau uso do aparelho.

Artigos cobertos: O painel de controlo LCD, a bomba de ar, o aquecedor, a bomba de água, o alimentador e o fornecedor de CO2.


Qual é o prazo para devolver os artigos adquiridos?

Se o artigo não for totalmente do seu agrado a nossa loja empresa compromete-se a cumprir com os termos do ponto nº 1 do artigo 6º do Decreto Lei 143/2001, de 26 de Abril, o qual estipula que nos contratos a distância o consumidor dispõe de um prazo mínimo de 14 dias para resolver o contrato sem pagamento de indemnização e sem necessidade de indicar o motivo. Adicionalmente, a nossa loja compromete-se a cumprir com toda a legislação vigente sobre vendas à distância e comércio electrónico, em particular a Decreto Lei 143/2001, o Decreto Lei 07/2004 bem como outras disposições legais em vigor que se apliquem a este negócio.
No caso de devolução de um produto a Global 7 reembolsará o cliente do preço correspondente no prazo máximo de 30 dias após a devolução e através do meio de pagamento utilizado pelo Cliente no acto da compra.
Por razões ligadas à necessidade de verificação do estado dos artigos, não é aceite a sua devolução contra reembolso.
 

Em caso algum envie os artigos sem contacto prévio ou à cobrança pois os mesmos não serão recepcionados. A devolução de artigos deverá respeitar a seguinte condição: Restituição dos artigos em bom estado (em condições de venda), com embalagem original e acompanhados da respectiva factura. Se a embalagem está danificada e os artigos apresentam marcas evidentes de uso, estejam sujos ou incompletos não podem evidentemente ser trocados ou reembolsados.

Após contacto com o Apoio ao Cliente lhe serem dadas as indicações de devolução, deverá enviar-nos o artigo devidamente acondicionado, com embalagem original, para a nossa morada: GLOBAL 7  Lda. R. Porto Santo, Ed. Estrela do Mar RC/E 2450 NAZARÉ

Para proceder a uma devolução junte e envie os artigos não utilizados tal e qual nas condições que lhe foram enviados, juntamente com uma cópia dos documentos de facturação e será totalmente reembolsado(a) excepto pelo valor dos portes de envio.
 


Direito de Livre Resolução

1 - Nos contratos à distância o consumidor dispõe de um prazo mínimo de 14 dias para resolver o contrato sem pagamento de indemnização e sem necessidade de indicar o motivo.

2 - Para o exercício desse direito, o prazo conta-se:
a) No que se refere ao fornecimento de bens, a partir do dia da sua recepção pelo consumidor sempre que tenham sido cumpridas as obrigações referidas no artigo 5.º;
b) No que se refere à prestação de serviços, a partir do dia da celebração do contrato ou a partir do dia em que tenham sido cumpridas as obrigações referidas no artigo 5.º se tal suceder após aquela celebração, desde que não se exceda o prazo de três meses referido no número seguinte;
c) Se o fornecedor não tiver cumprido as obrigações referidas no artigo 5.º, o prazo referido no n.º 1 é de três meses a contar da data da recepção dos bens pelo consumidor ou, tratando-se de serviços, da data da celebração do contrato;
d) Caso o fornecedor venha a cumprir as obrigações referidas no artigo 5.º no decurso do prazo de resolução referido no número anterior e antes de o consumidor ter exercido esse direito, este dispõe de 14 dias para resolver o contrato a partir da data de recepção dessas informações.

3 - Se o fornecedor não tiver cumprido as obrigações referidas no artigo 5.º o prazo referido no n.º 1 é de três meses a contar da data da recepção dos bens pelo consumidor ou, tratando-se de serviços, da data da celebração do contrato.

4 - Caso o fornecedor venha a cumprir as obrigações referidas no artigo 5.º, no decurso do prazo de resolução referido no número anterior e antes de o consumidor ter exercido esse direito, este dispõe de 14 dias para resolver o contrato a partir do recebimento dessas informações.

5 - Sem prejuízo do estabelecido na alínea a) do n.º 3 do artigo anterior, considera-se exercido o direito de resolução pelo consumidor através da expedição, nos prazos aqui previstos, de carta registada com aviso de recepção comunicando ao outro contraente ou à pessoa para tal designada a vontade de resolver o contrato.


Efeitos da Resolução

1 - Quando o direito de livre resolução tiver sido exercido pelo consumidor, nos termos do artigo 6.º, o fornecedor fica obrigado a reembolsar no prazo máximo de 30 dias os montantes pagos pelo consumidor, sem quaisquer despesas para este, salvo eventuais despesas directamente decorrentes da devolução do bem quando não reclamadas pelo consumidor.

2 - Em caso de resolução, o consumidor deve conservar os bens de modo a poder restituí-los, ao fornecedor ou à pessoa para tal designada no contrato, em devidas condições de utilização, no prazo de 30 dias a contar da data da sua recepção.

3 - Sempre que o preço do bem ou serviço for total ou parcialmente coberto por um crédito concedido pelo fornecedor ou por um terceiro com base num acordo celebrado entre este e o fornecedor, o contrato de crédito é automática e simultaneamente tido por resolvido, sem direito a indemnização, se o consumidor exercer seu direito de livre resolução em conformidade com o disposto no artigo 6.º, n.º 1.